Lição de casa: como os pais podem ajudar os filhos nessa tarefa diária

Lição de casa: como os pais podem ajudar os filhos nessa tarefa diária

Para muitas famílias, a hora da lição de casa pode se tornar uma dor de cabeça. De um lado, as crianças que nem sempre entendem a importância desse momento extraclasse. De outro, pais que não têm tempo livre e não sabem exatamente o que fazer para ajudar.

A gerente do setor pedagógico do Kumon, Natália Remoto Tsuji Germano, listou algumas dicas práticas para tornar esse momento entre pais e filhos prazeroso e produtivo:

Estipule um horário

Para que o objetivo seja atingido, seu filho precisa ter um horário definido para se dedicar aos exercícios. Deve ser um momento em que a criança esteja descansada e possa fazer as tarefas sem pressa.

Defina um local de estudo

É recomendado montar um planejamento de estudo e ter um local específico para estudar em casa. Se possível, que seja um cômodo iluminado, organizado e longe de distrações para que seu filho consiga realizar os exercícios e se concentrar.

Acompanhe de perto 

É importante acompanhar de perto a realização do tema de casa. Permaneça no mesmo cômodo que seu filho. Você pode ler ou trabalhar enquanto ele estuda. Assim, é criada uma atmosfera de concentração, o que pode otimizar o aproveitamento.

Ajude, mas não faça 

Se a criança apresentar dificuldade, os pais devem tentar entender o motivo para conseguir ajudar. Mas o ideal é não fazer o tema de casa pela criança. Mostre como interpretar a questão, mas deixe-o tirar sozinho suas próprias conclusões. Se for preciso, aponte o erro, mas não corrija para ele. Faça uma comparação com um exercício semelhante e mostre um exemplo. Outro caminho é compartilhar com a escola a dificuldade da criança para juntos definirem a melhor solução.

Elogie e motive

O incentivo é importante para que seu filho se mantenha motivado e queira continuar as atividades. Reconheça cada progresso realizado. Elogie toda vez que a criança adiantar as lições de casa, solucionar um exercício mais difícil ou ajudar um colega. Assim, ela se tornará mais confiante para continuar aprendendo.

Crie uma rotina diária de estudo

 Criar o hábito saudável de estudar um pouco todos os dias traz muitos benefícios, pois a criança não perde o ritmo. Com o estudo diário, ela aprende a ter responsabilidade, manter a memória ativa, a persistir e a buscar seus sonhos, além de ajudar no ritmo do retorno às aulas. Além disso, é bem importante estarmos atentos aos sentimentos da criança, pois ansiedade, frustração e medo em relação às tarefas escolares muitas vezes podem resultar em um baixo desempenho.

Esteja presente

Mostrar interesse pela educação da criança faz com que ela se sinta motivada a continuar aprendendo. Logo, frequente as reuniões de pais, saiba o que está acontecendo na escola, converse constantemente com os orientadores e pergunte sobre os conteúdos abordados e as dificuldades apresentadas.

Respeite o ritmo

Cada pessoa tem um ritmo próprio de aprendizado e desenvolvimento. Por isso, é muito importante não comparar o desempenho das crianças. Pressioná-las excessivamente ou proibi-las de brincar e se divertir também não serão medidas eficazes.

Se precisar, procure ajuda

Se você notar dificuldades recorrentes, em hipótese alguma culpe seu filho por isso. Fale sobre a situação com professores, orientadores e profissionais especializados. Sempre procure respostas que ajudem não apenas a obter notas mais altas, mas que tragam melhorias permanentes.